sábado, 22 de agosto de 2015

Justiça determina prisão domiciliar para ex prefeito de Umarizal!

Acusado de agir em conluio com outras pessoas para falsificar documentos, fazer empréstimos consignados em nomes de servidores para conseguir dinheiro para a campanha de 2012, o ex prefeito José Rogério de Sousa Fonseca, de 61 anos conseguiu decisão favorável na Justiça para responder em prisão domiciliar.


No rombo nos cofres públicos em função da ação do ex-prefeito passa dos R$ 2 milhões. O Ministério Público Estadual investigou o caso e descobriu em detalhes. No dia 29 de julho, com apoio da Policia Civil de Mossoró, 17 promotores de Justiça cumpriram ordens judiciais na seguinte ordem:

1 Mandato de afastado da função pública o então prefeito Carlindo Onofre de Melo, o Mano, do DEM, que se encontra afastado do cargo até hoje.

15 mandados de busca e apreensão nas casas, propriedades comerciais e na Prefeitura de Umarial. Ainda seis mandados de prisão preventiva, sendo contra o ex prefeito José Rogério, que seria o cabeça do esquema, segundo o Ministério Público Estadual, além de 3 condução coercitvas.

Rogério Fonseca, após interrogado pelos promotores de Justiça, foi levado para a Cadeia Pública de Apodi, onde teve que ir várias vezes ao hospital se internar, reclamando de dores no peito.

O juiz Breno Valério recebeu e decidiu de acordo com o pedido dos advogados do réu, para determinar que ele aguardasse decisão judicial em prisão domiciliar.


Fonte: Mossoró
Postagem de Josimar

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior