quinta-feira, 28 de abril de 2016

Centro de Oncologia retoma serviços a pacientes de mais de 60 municípios


O Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM) regularizou o atendimento à população desde a tarde desta terça-feira (26). A retomada dos serviços se deu após confirmação do pagamento, pelo Governo do Estado, de débito referente a dois meses de atraso (janeiro e fevereiro), totalizando R$ 1.427,381,55 milhão.
Até a próxima sexta-feira (29), o COHM deve receber ainda cerca de R$ 700 mil, repassados pela Prefeitura de Mossoró. Em entrevista a uma emissora de TV na manhã desta quarta (27), o médico Cure Medeiros, diretor do Centro, confirmou a retomada dos serviços.
Segundo ele, com os recursos já depositados pelo Governo, foi possível reabastecer a farmácia do COHM, pagar fornecedores, médicos e uma parte da folha de pagamento. Com o dinheiro da Prefeitura, será quitada a folha de pagamento, plantonistas e cirurgiões.
“A população está tranquila, fazendo o tratamento para evitar os prejuízos que aconteceram durante a parada. Essa luta não é contra Governo, contra Prefeitura, é a favor da população”, afirmou o médico, que cobrou ainda o chamado PLUS, complementação de recursos paga pelo Governo ao serviço de alta complexidade realizado em Natal.
Pactuação
O prefeito Francisco José Júnior utilizou suas redes sociais recentemente para detalhar algumas informações quanto aos repasses feitos em 2016 para o Centro de Oncologia e Hematologia de Mossoró (COHM). Segundo o gestor, somente esse ano já foram transferidos do Município para a unidade cerca de R$ 1,5 milhão.
Ainda conforme o chefe do Poder Executivo local, o COHM atende pacientes de 62 municípios do Rio Grande do Norte e Ceará, sendo “essencial que essas cidades também contribuam para o funcionamento da instituição. Mais uma vez, estamos intermediando junto ao Governo do Estado a liberação dos repasses estaduais ao Centro para que ele funcione em sua plenitude”, afirmou.
“Entendemos que esses pacientes não podem esperar e temos empenhado todos os esforços para vencer a burocracia e transferirmos integralmente a verba para a unidade. Neste ano, o Município já repassou quase R$ 1,5 milhão para o COHM”, enfatizou o prefeito, que recebeu em seu gabinete um grupo de pessoas atendido pelo Centro.
Atualmente, não há mais contrato vigente entre a Secretaria Municipal de Saúde o Centro de Oncologia. Os pagamentos que ainda estão em aberto são referentes a indenizações, que demandam um tempo maior do que o habitual para serem finalizados. “Nos próximos dias, trâmites legais serão vencidos para o repasse das outras parcelas”, revelou Francisco José Júnior.

Fonte: Mossoró Hoje
Postagem de Josimar Lopes

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior