segunda-feira, 4 de julho de 2016

Clínicas de hemodiálise cogitam limitar atendimento pelo SUS no RN

 
 Levantamento da Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN) revela que o número de pacientes renais dobrou ao longo da última década no país. Os casos crescem a um ritmo de 10% por ano. A incidência da doença passou de 200 a 600 pacientes por milhão de habitantes. Ao todo, 93 milhões de brasileiros apresentam este problema de saúde em algum grau. Desses, estima-se que 95 mil estão em estado grave e dependem de hemodiálise ou aguardam um transplante.

O serviço público não conta com uma estrutura própria de assistência aos pacientes renais. As terapias de hemodiálise são realizadas pelas clínicas particulares credenciadas pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Em todo Brasil, 175 clínicas estão autorizadas a prestar o serviço; dez delas ficam no Rio Grande do Norte.

Apesar do crescente número de pacientes e do aumento de taxas que encarecem a prestação do atendimento, o valor registrado na tabela do SUS para as clínicas conveniadas não sofre reajuste há cerca de quatro anos.

O valor pago por uma sessão de terapia renal substutiva para pacientes soronegativos é de R$ 179,03. No que se refere aos pacientes soropositivos que contraíram doenças virais como hepatites e HIV, o material precisa ser completamente substituído após cada sessão realizada, o que eleva o valor para R$ 265,41.

A associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplantes (ABCDT) afirma que o valor pago pelo governo federal está defasado e não é suficiente para cobrir mais que 50% do gasto total das clínicas que atendem pacientes com doenças renais.

Ainda de acordo com a ABCDT, os valores pagos no Brasil correspondem a um terço do valor de reposição na Argentina, por exemplo. A entidade alega que os valores defasados foram responsáveis pelo descredenciamento de oito clínicas em 2015 e que algumas unidades menores estão solicitado auxilio dos estados e municípios para manter o serviço.

(mais…) 

Via: Serrinha de Fato.
Postagem de Evandro Lopes.

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior