quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Fundação Banco do Brasil anuncia mais investimento em cisternas no RN

Estado receberá 533 unidades; recurso de R$ 17 milhões permitirá acesso à água potável a cerca de 14,3 mil pessoas na região do Semiárido
Em tempos de grave seca no Nordeste e no norte de Minas Gerais, a Fundação Banco do Brasil anuncia novo investimento social para garantir o acesso à água potável no Semiárido brasileiro. Serão destinados RS 17,3 milhões para a implantação de 3.588 cisternas para captação e armazenamento de água em nove estados: Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. A iniciativa, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), beneficiará 14,3 mil pessoas da área rural. No Rio Grande do Norte serão 533 cisternas, atendendo cerca de 2 mil pessoas.
Nesta quarta-feira, 22 de fevereiro, será celebrado o convênio com a Articulação do Semiárido (ASA), rede formada por mais de três mil organizações da sociedade civil, que ficará responsável pela identificação e mobilização dos beneficiados, assim como a construção dos reservatórios e a assessoria técnica. O evento será realizado às 14h, no Edifício banco do Brasil, 14º andar.
As cisternas serão divididas em dois tipos: 3.198 voltados para o consumo básico, conhecido como “Cisterna – Água de Beber”, que serão reaplicadas em Alagoas, Alagoas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte; e 390 relacionadas à produção de alimentos e criação de pequenos animais, a “Cisterna – Água de Produção”, destinadas à Bahia, Pernambuco e Sergipe. Durante o projeto, haverá capacitação de pedreiros da própria comunidade e das famílias, a fim de obterem maior aproveitamento da água potável.

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior