sábado, 26 de agosto de 2017

Portalegre teve um dia de prestação de serviços com o 'Justiça na Praça', nesta sexta-feira (25)

A comarca de Portalegre recebeu, nesta sexta-feira (25), a 51ª edição do programa "Justiça na Praça", realizado pelo Núcleo de Ações e Programas Socioambientais (NAPS) do Tribunal de Justiça do RN. Setenta e dois casais oficializam sua união civil, em celebração coletiva realizada no Centro Administrativo do Município, oficiada pelo juiz José Ronivon Beija-Mim de Lima. 
Além do tradicional casamento comunitário, a população contou com o oferecimento de uma gama de serviços do Judiciário e de dezenas de instituições parceiras, como a realização de audiências, plantão jurídico e atendimento jurídico gratuito. 
Na ocasião, os desembargadores Glauber Rêgo e Cornélio Alves foram homenageados. O primeiro atuou como advogado na cidade, enquanto Cornélio Alves foi juiz em Portalegre durante mais de três anos, tendo contato frequente com a população da comarca.
"Me considero portalegrense, apesar de ter nascido em Pau dos Ferros. O Justiça na Praça é integração, é oportunidade do Judiciário estar mais próximo da população e em integração com os outros poderes", afirmou o desembargador Glauber Rêgo, representando o presidente do TJRN, desembargador Expedito Ferreira.
O prefeito de Portalegre, Manoel de Freitas Neto, afirmou ser uma satisfação a parceria estabelecida com o TJRN. "Primeiro com o Justiça e Escola e seus pilares e que teve continuidade nas nossas escolas e agora o Justiça na Praça que tem objetivo de aproximar as pessoas da Justiça. Essa aproximação acaba com as barreiras, dá celeridade e cidadania. Agradeço ao Tribunal de Justiça, aos parceiros e à população", disse.
Também presentes no evento de abertura o desembargador Cornélio Alves; o juiz Pedro Cordeiro, diretor do Foro; o vice-prefeito Ecimar Pereira Carlos; o presidente da Câmara Municipal Euclides Luiz Pereira Neto; o deputado estadual Getúlio Rêgo; a promotora de Justiça Tatiana Fernandes; o delegado de Polícia Civil Cristiano Zadrozny Gouveia da Costa; e Maria Markylyana Dias Soares, coordenadora do programa Justiça e Escola em Portalegre.
Fonte: Política Pauferrense.

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior