segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Cabra tem toalha própria, toma leite em mamadeira e é tratada como membro de família no interior do RN

Cabra Sofia toma banho de sol e tem até roupas próprias.

Cabra Sofia é mimada pelos donos como se fosse uma criança (Foto: Almir Morais/Reprodução/Inter TV Costa Branca)
Cabra Sofia é mimada pelos donos como se fosse uma criança (Foto: Almir Morais/Reprodução/Inter TV Costa Branca)

Uma cabra que tem roupas próprias, assiste a programas de televisão com os donos, escuta histórias contadas de livros, sai para passear e até vai à praia. O animal pertence a uma família da cidade de Mossoró, no Oeste potiguar, que o cria como se fosse um membro da família, uma filha.
A caba Sofia foi dada à dona de casa Maria de Fátima Etelvino e seu marido, Erinaldo Etelvino, por um amigo do casal que mora em um município próximo. Desde então a tratam como uma parente. A cabra toma banho de sol, assiste TV com o casal e toma leite em mamadeira, todos os dias.
Erinaldo é motorista e diz que, quando está no trabalho, liga para casa para saber de Sofia. “Hoje ela representa igual um ser humano, porque quero bem demais. eu to no trabalho e ligo: cadê sofia? já tomou leite?”, conta.
Sofia também toda banho todos os dias, para ficar com o pelo brilhoso e limpo. “Aí passo sabonete, shampoo, lavo ela todinha, e pronto. Ela adora ficar assim ó, passa o dia todinho desse jeito”, aponta Maria de Fátima, afagando a cabra.
O leite que bebe é de gado, mesmo, comprado por Dona Fátima todos os dias, fresco. São quatro litros diariamente para alimentar Sofia. Francisco Etelvino Júnior, neto do casal de 11 anos de idade, diz que ele e o irmão, André Etelvino, brincam sempre com a cabra. “Eu faço atividade escolar, depois brinco com ela e boto ela pra dormir”, afirma o menino.
Sofia também usa fralda, calcinha estilizada, calça comprida e tem toalha própria na casa da família Etelvino. Erinaldo relata que, vez por outra, ela o acorda para que ele coloque a fralda. Só aí a cabra vai dormir, junto de Francisco e André.
Entre todos que moram na residência, a afirmação é a mesma: Sofia é membro da família. “Eu crio porco, galinha… agora o privilégio é Sofia! Toda vida criei (animais), mas não tinha esse xodó todo que tenho com ela, não”, garante Erinaldo. 

G1 RN.

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior