quinta-feira, 31 de maio de 2018

Tribunal do Juri de Mossoró condena mãe e filho a 54 anos de prisão por assassinato de vereador em Assu

O Tribunal do Júri de Mossoró, julgou e condenou nesta quarta feira 30 de maio de 2018, a comerciante Joelma de Morais Ferreira, de 40 anos, e seu filho , Douglas Daniel Morais de Melo, de 22 anos a 54 anos de prisão pelo assassinato do vereador, Manoel Ferreira Targino, o Manoel Botinha, de Assu.
O julgamento aconteceu na manhã de hoje (30) no Forum Desembargador Silveira Martins em Mossoró, por que o processo foi desaforada da Comarca de Assu, onde ocorreu o crime.
Joelma foi sentenciada a 28 anos e 8 meses, enquanto que seu filho Douglas pegou 25 anos e 4 meses de prisão.
Mãe e filho foram condenados por ter contratado o pistoleiro José Roberto Nascimento da Silva, o Feitosa, de 39 anos, por 15 mil reais para matar o vereador Manoel Botinha. O crime teria como motivação vingança.
Segundo o Ministério Público além de matar o vereador, o pistoleiro Feitosa também tentou contra a vida do torneiro mecânico Francisco Adriano Bezerra, o Biano, que estava no mesmo local e seria testemunha ocular do crime de pistolagem. Biano foi alvejado, mas sobreviveu ao ataque.
O caso de acordo com a denúncia do PM envolve vários assassinatos entre duas familias na região do Vale do Açu. 7 pessoas são acusadas de participação nos crimes, são elas:
José Roberto Nascimento da Silva, de 39 anos, Itamar Veríssimo de Melo, de 43 anos, Welber Veríssimo de Melo de 35 anos, Jalisson Wagner Veríssimo de Melo, de 26 anos, Valdete Veríssimo de Melo, (foragido), Douglas Daniel Morais de Melo, de 22 anos, estudante e Joelma de Morais Ferreira, de 40 anos, 
O Juiz presidente do TJP de Mossoró, Dr. Vagnos Kelly de Figueiredo informou que os demais acusados de envolvimento na morte do vereador, serão julgados posteriormente em data ainda a ser definida.
Fonte: Fim da Linha.

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior