segunda-feira, 8 de abril de 2019

Como o whatsapp quer impedir você de continuar a encaminhar imagens? Saiba



Você já deve ter recebido no WhatsApp uma mensagem encaminhada por algum amigo que, a princípio, parecia estranha. Mas, com o tempo, outros conhecidos mandaram a mesma coisa. E, com o volume de informação semelhante chegando a todo momento, você foi praticamente obrigado a prestar atenção naquilo. As pessoas que deram o alerta sobre o assunto não fizeram por mal, mas sentiram que deveriam compartilhar aquilo com você. O problema é outro.
A função de encaminhar mensagens passou a ser crucial na estratégia por pessoas que criam espalhar boatos, notícias falsas e até golpes. Elas sabem que você vai querem compartilhar isso com alguém próximo. O WhatsApp já notou isso e até adotou algumas restrições, como limitar a quantidade de destinatários a apenas cinco contatos. Só que agora o serviço de bate-papo mais popular do Brasil prepara uma série de medidas para não só limitar a capacidade que você tem de mandar um determinada mensagem, mas proibir de vez que ela apareça em grupos.
Antes de colocar seu plano em ação, o WhatsApp criou duas novas funções, que ainda não foram liberadas para todo mundo, mas já podem ser vistas em versões de testes do aplicativo. A primeira delas é a "Informação sobre encaminhamento".Sabe aquela janela que indica se uma mensagem foi entregue a um destinatário e lida por ele? Pois bem, ela vai ganhar um terceiro elemento. Passará a mostrar quantas vezes a mesma mensagem já foi encaminhada.
O segundo recurso é uma indicação que aparecerá na própria mensagem. Você já deve ter notado que conteúdos reenviados são sinalizados com um "encaminhado" acima deles. Agora, as mensagens reenviadas pelo menos cinco vezes serão classificadas como "encaminhadas com frequência".
Leia reportagem completa direto do UOL

Fonte: Uol.

0 comentários


EnviarEmoticon

Próxima Proxima
Anterior Anterior