-->

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Campanha do Dia Mundial do Câncer quer saber o que você vai fazer para reduzir os impactos da doença na sua vida

 AAPCMR faz parte da campanha mundial

Quem é você e o que você vai fazer para reduzir o impacto do câncer? Este ano, a Campanha do Dia Mundial do Câncer, busca respostas para esse questionamento a partir de iniciativas individuais de pessoas e instituições, para demonstrar ao mundo que pequenas ações podem fazer a diferença para reduzir o risco de câncer - doença que é a segunda maior causa de morte em todo o mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde.
O Dia Mundial do Câncer (4 de fevereiro) foi criado pela UICC (União Internacional para Controle do Câncer) para combater os impactos globais da doença. Aqui no Brasil, a Campanha é coordenada pela Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA), e traz novamente o tema "Eu sou e eu vou" (tema já abordado no ano de 2019) para que as pessoas se identifiquem e digam o que vão fazer, por meio de vídeos publicados nas redes sociais.
A Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região se engaja na Campanha e convida todos a participarem, gravando vídeos e marcando o perfil @casadeapoio.aapcmr e as hashtags oficiais da Campanha no Instagram ( #DiaMundialdoCâncer #EuSouEEuVou #FEMAMA), para divulgarmos as atitudes que serão tomadas, sejam elas pequenas ou grandes, mas que juntas podem reduzir o risco de câncer e fortalecer o diagnóstico precoce.
Sugestão do que falar no vídeo: Eu sou [UM CIDADÃO / UM PACIENTE / UMA ONG / SEU NOME] e eu vou [O QUE VOCÊ VAI FAZER PARA REDUZIR O RISCO DE TER CÂNCER / COMO VOCÊ PODE CONTRIBUIR PARA DIMINUIR O IMPACTO DO CÂNCER NO MUNDO].
As integrantes do Grupo Toque de Mama, formado por mulheres que enfrentaram ou continuam na batalha contra o Câncer de Mama, já estão engajadas e gravaram seu recado. “Nós somos o Toque de Mama e vamos continuar lutando contra o câncer!” (vídeo em anexo).
Neide Melo teve câncer de mama há 10 anos, e há um ano descobriu outro tumor. Ela fez o tratamento, está bem, e agora pretende melhorar seus hábitos para reduzir o impacto da doença. “Eu sou Neide Melo, e eu vou fazer caminhadas, hidroginástica e uma dieta para me prevenir de um outro câncer”, disse. Geralda Batista também faz parte do Toque de Mama e teve câncer há 4 anos. Ela se comprometeu a perder peso para reduzir as chances de remissão. “Eu sou Geralda e eu vou sair do sobrepeso, para evitar o retorno do câncer”.
A Associação de Apoio aos Portadores de Câncer também deixa seu recado: “Nós somos a AAPCMR, e vamos continuar lutando pelos direitos da pessoas com câncer”, disse Ana Clébea Nogueira, Diretora Administrativa da instituição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Parceiro MAGALU